#Nãovaitercopa? Nur mit Hilfe eines gewaltigen Repressionsapparat konnte die #WM durchgesetzt werden

E o protesto popular não se cala

novademocracia
Estima-se que mais de 200 mil militares estejam envolvidos na “segurança” da Copa da Fifa, a maioria voltada a reprimir a parte do povo que protesta contra o evento. Oficialmente são 60 mil efetivos das forças armadas, 10 mil da Força Nacional de Segurança, mil policiais federais; o restante se refere a policiais militares dos estados-sede dos jogos.
Cerca de 1,9 bilhão de reais foram gastos pelo governo federal em equipamentos e logística dessa tropa de sítio, fora o que foi gasto pelos governos estaduais. O sistema que integra os comandos das forças de “segurança” foi comprado de Israel.

As PMs compraram armaduras de robocop, blindados, caminhões com jatos d’água, armas de choque, ampliaram o arsenal de armas de bala de borracha, bombas de efeito moral e gases de vários tipos. Batalhões foram treinados por militares franceses e mercenários da Blackwater, que hoje atende pelo nome de Academi […]

Os gastos para a Copa da Fifa no Brasil já ultrapassaram os R$ 30 bilhões. Para se ter uma comparação, as copas na Coréia do Sul e Japão, Alemanha e África do Sul juntas gastaram R$ 25 bilhões. E os lucros, já divulgados pela Fifa, somam fabulosos 4,2 bilhões de reais, isentos de qualquer tipo de imposto […]

Em Manaus, o Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário, ligado ao Tribunal de Justiça do Amazonas, levantou a hipótese de transformar o recém-construído estádio em um ‘presídio’ temporário após a Copa! A reforma do Maracanã custou quase dois bilhões de reais e apenas sete jogos da Copa do Mundo serão realizados no estádio. Gastou-se um valor maior do que construir um novo! […]

Ao longo dos últimos meses os monopólios da comunicação e os governos municipais, estaduais e federal desenvolveram intensa campanha para desqualificar os protestos contra a farra da Fifa. Formularam projetos de lei que visam tipificar o crime de terrorismo no Brasil, utilizam as leis antipovo já existentes para criminalizar e enquadrar movimentos populares e manifestantes como “organizações criminosas”, “vândalos” e “bandidos”. Polícias federal, militar e civil, Força Nacional de Segurança e exército, todo o arsenal do velho Estado está sendo utilizado contra os protestos e para isolar os estádios onde são realizados os jogos…

tudo: A nova democratia

Advertisements
Dieser Beitrag wurde unter Auswirkungen der WM, Proteste, Repressionen veröffentlicht. Setze ein Lesezeichen auf den Permalink.

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s